Arquivo da tag: Pesquisa

Veja o valor gasto para fabricar iPad mini da Apple

A empresa americana IHS calculou o valor que a Apple gasta para fabricar o iPad mini, o que a Microsoft gasta com o Surface e a Amazon com o Kindle Fire.

Apesar de ainda não ter sido lançado oficialmente no Brasil, o iPad mini, pode ser encontrado em importadoras. Após a homologação pela ANATEL do iPad mini, a Apple deve fazer o lançamento no inicio de 2013 no Brasil.

(Imagem: Reprodução/AcreTI.net)

(Imagem: Reprodução/AcreTI.net)

A empresa de pesquisa IHS, antes conhecida como iSuppli, estava trabalhando duro para “derrubar” o iPad mini e descobriu que o modelo básico de 16GB com Wi-Fi custa cerca de U$ 188 dólares (385 reais) para a Apple fabricá-lo e comercializá-o por U$ 329 (R$ 672), valor com certa de 85% acima do custo. Além disso, os modelos de 32GB e 64GB custa um adicional de U$ 31 e U$ 62 para construir, respectivamente.

Amazon e Microsoft

A iSuppli, antigo nome da IHS, também fez uma análise sobre o custo do Kindle Fire, da Amazon, e chegou a uma conclusão que ele custa U$ 201,70 (cerca de R$ 410) para ser fabricado, mas é vendido por um valor inferior, somente U$ 199 (R$ 405). Porém, o prejuízo da fabricante seria compensado pela venda de e-books e aplicativos para o tablet.

No relatório em que fala dos custos do iPad Mini, a empresa americana destaca que o tablet Surface, da Microsoft, custa U$ 271 (R$ 540) para ser fabricado – e é vendido a U$ 499 (cerca de R$ 1 mil) -, enquanto cada unidade do Kindle Fire HD é produzida por somente US$ 165 (R$ 230) – e comercializada também a US$ 199.

Com informações do 9to5mac e techtudo

Guia do Comércio Eletrônico: Como comprar pela Internet

Guia do Comércio Eletrônico: Veja quais os cuidados e as dicas de como comprar pela Internet

Com a popularização da internet, adquirir produtos em sites de compras ficou cada vez mais comum no dias de hoje. Mas, ao realizar compras na internet é bom conhecer algumas orientações e saber onde comprar.

(Imagem: Reprodução/AcreTI)

Para orientar o consumidor na hora de fazer compras pela internet, o Procon-SP elaborou uma cartilha, chamada Guia de Comércio Eletrônico (clique aqui para acessar), um documento com dicas e cuidados que o consumidor deve ter ao comprar produtos ou contratar serviços online.

A cartilha explica as diversas forma de ofertas e serviços pela internet, especifica os direitos que você possui e os cuidados ao contratar um serviço pela internet.

Os principais cuidados ao comprar na internet

Entre os cuidados estão: procurar no site a identificação da loja, como razão social, CNPJ, endereço, telefone e outras formas de contato além do email. É preciso, ainda, redobrar os cuidados quando o site exibir como forma de contato apenas um telefone celular. O Procon sugere que o consumidor dê preferência a sites que tenham Sistema de Atendimento ao Consumidor (SAC).

Além destas também é importante que seu computador possua um programa de antivírus e firewall no computador, sistema que impede a transmissão e recepção de acessos nocivos ou não autorizados, além de estar com seus programas atualizados.

Dicas antes de comprar na internet

Pesquise
Evite comprar por impulso. Verifique a garantia, o modelo, o preço e a forma de pagamento
Segurança da loja
Procure a identificação da loja: razão social, CNPJ, endereço, telefone, email e a segurança da página
Produto
Analise a descrição do produto, compare com outras marcas, visite a página do fabricante para confirmar funções e certifique-se que ele supre sua necessidade
Senha na internet
Evite senhas usadas em outros sites, datas de aniversário, sequências numéricas ou alfabéticas
Entrega
A data e o prazo de entrega devem ser especificados. Verifique o valor do frete e a política de troca e devolução dos produtos
Comprovante
Imprima e guarde todos os documentos que demonstrem a compra e confirmação do pedido
Garantia estendida
Algumas lojas “empurram” a aquisição da garantia estendida do produto (que dura mais tempo que a já oferecida pelo fabricante). Esteja atento se realmente quer o serviço antes de fechar a compra
Fonte: Procon-SP

Link: Clique Aqui para Acessar o Guia do Comércio Eletrônico

>> Leia também: Os 200 sites que devem ser evitados para compras na internet

As previsões de Mercado e Cursos de Tecnologia no Acre

O crescimento do mercado de Tecnologia da Informação em todo o mundo fazem surgir novos cursos no Acre.

Em uma sociedade que cada vez mais “respira” tecnologia, o mercado de TI (Tecnologia da Informação) vive um momento de ascensão em cada canto do mundo – o que não é surpresa pra ninguém.

(Imagem: Reprodução/AcreTI.net)

O mais curioso que por ser uma das áreas mais promissoras e que cresce de maneira rápida, ainda faltam profissionais capacitados e mais especializados na área de TI em todo o Brasil, inclusive no Acre. Uma prova disso é que todos os estudantes da área que terminam a Faculdade estão inseridos no mercado de trabalho.

Com salários bem atrativos, o mercado brasileiro de TI cresce à taxa de 10% ao ano.

O AcreTI.net entrevistou os Coordenadores dos Cursos de Sistemas de Informação (SI) da UFAC e da FAMETA para saber a opinião deles sobre o mercado e os cursos de tecnologia que estudantes e profissionais podem esperar nos próximos anos.

Entrevistas # Sobre o Mercado

AcreTI.net: O mercado tem muitas vagas para os profissionais de TI?

Segundo Luiz Matos, da UFAC, “no nosso Estado, e principalmente em Rio Branco, o maior número de vagas está para a área de Suporte Técnico.  Sendo que, os órgãos públicos são os principais geradores de demanda na área. Sentimos isso na Universidade, quando boa parte dos alunos, já nos períodos iniciais, estão em um estágio não obrigatório. Com o tempo, esse pessoal vai ocupando funções de programador e de suporte de redes. Apesar de se tratar de uma área com um vasto campo de atuação, a economia do Estado depende muito do governo, limitando a expansão de áreas como inteligência de negócios, desenvolvimento de software em média e larga escala e treinamentos especializados. Mesmo assim, nada impede de surgir demanda nesses e em outros campos de atuação. Para aquecer mais o mercado, temos incentivado, e notado algum efeito, a criação de pequenos negócios e desenvolvimento de ideias ou soluções pelos próprios estudantes”, comenta.

(Imagem: Reprodução/Google)

O Coordenador da FAMETA, Anderson Fernandes, também concorda que o Governo seja o principal “responsável por absorver grande parte desta demanda que se forma”. Para ele os profissionais “que se enquadram no quesito qualificação, certamente estão bem empregados”. Fernandes ainda alerta para o problema de profissionais que “não buscam ou não encontram qualificação/certificação na área na nossa região, tendo este que se deslocar para outras regiões, o que torna inviável para muitos” conclui.

# Novos Cursos de Tecnologia no Acre

Com o crescimento da área, a tendência é que também novos cursos de graduação e especialização surjam para ajudar a preencher a demanda exigida pelo mercado.

AcreTI.net: E a UFAC, tem propósito de abrir novos cursos de graduação na área de TI? Quais?

O Coordenador de SI da UFAC afirma que “há uma discussão em estágio inicial de abrir um curso superior de tecnologia em Sistemas e Computação, a distância. A execução do projeto está dependendo da ampliação do quadro de docentes na área e da conclusão do curso de doutorado que os atuais docentes da instituição começaram neste ano. Além, é claro, de todos os trâmites internos necessários para a criação, autorização e funcionamento de um curso.”

AcreTI.net: O Curso de SI é o melhor curso superior para se fazer tendo em vista que a expectativa é que mais de 280 mil vagas abram nos próximos 4 anos? Quais outros tem expectativas de crescimento?

O Professor Anderson, da FAMETA, comenta que “o candidato deve gostar de exatas, ter um raciocínio lógico apurado e ser dedicado. É claro que muitas dessas competências são adquiridas dentro e fora da Faculdade. Contudo, costumo dizer que é uma profissão promissora, me surpreendo com a velocidade em que está área evolui e o surgimento constante de novas áreas.”

Já para o Professor Luiz, “não só esse (curso de SI), mas também os outros relacionados com a área: ciência da computação, engenharia da computação e tecnólogos em redes de computadores, banco de dados e desenvolvimento de software” comenta.

Ele ainda salienta que “há também uma informação de que a área de Estatística será promissora no futuro, considerando o grande volume de dados gerados na atualidade. No Brasil, já existem alguns cursos superiores nessa área.”

AcreTI.net: E para os já graduados, quais os novos cursos de especialização estão para ser abertos?

Pensando na especialização dos profissionais “a Fameta vai focar em 2013 em cursos de extensão e Pós Graduação em áreas como Gestão em TI e Marketing Digital” afirma Anderson.

A Universidade Federal do Acre, segundo Luiz Matos, ainda está estudamos a viabilidade de abrir um curso de especialização na área de TI, mas, trata-se de um plano para médio prazo. Ele ainda fala sobre o Doutorado que alguns professores da Universidade estão fazendo de uma parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF):

– Isso irá influenciar direta e positivamente na qualidade do curso de Sistemas de Informação da UFAC. Afinal, a qualificação do corpo docente é fator primordial para as ações de ensino, pesquisa e extensão, cuja realização compõe o papel de um verdadeiro professor universitário. Após o término desse curso, a projeção é justamente abrir novos cursos na área e consolidar um programa de pós-graduação stricto sensu, com mestrado e doutorado na área de computação. Isso, a partir de 2016!

Os estudantes que ainda não decidiram a Faculdade que irão cursar, podem encontrar aqui uma área bem promissora para os próximos anos (ou décadas), já os profissionais de TI percebem um mercado promissor no Estado com boas expectativas de especialização.

#Compartilhe e Comente

Telecentro do Floresta Digital é montado na Expoacre 2012

Telecentro do Programa Floresta Digital está pronto para apresentar novidades aos visitantes na Expoacre.

A partir deste sábado, 21, o Parque de Exposições Marechal Castelo Branco será palco de mais uma edição da maior Feira de Negócios do Estado, a Expoacre. Por meio do Floresta Digital, o visitante terá acesso gratuito à internet e poderá realizar oficinas de curta duração, como Oficina de Navegação Segura e Redes Sociais, além de poder realizar seu cadastro no programa, conhecer o teclado utilizado para o aprendizado virtual de música, Tom Play, e acessar diversos cursos online, no portal EaD do Programa.

De acordo com o chefe da divisão de Inclusão Digital, da Seplan, Paulo Henrique Oliveira, um dos objetivos de o Floresta Digital estar presente à Expoacre é divulgar para a comunidade todas as atividades que são oferecidas nos telecentros do programa, como os cursos de informática básica e as oficinas temáticas. “Boa parte da população ainda não tem conhecimento desse serviço oferecido pelo governo do Estado, através dos telecentros, e nada melhor do que um evento como esse, com milhares de pessoas, para divulgarmos esses serviços tão importantes para o cidadão”, afirma, reforçando a importância da inclusão digital na capacitação da comunidade.

O coordenador em Educação dos Telecentros explica que todos os anos o programa oferece atividades inclusivas na Expoacre. “Além do cadastramento, sempre oferecemos oficinas de curta duração”, explica o coordenador, apontando as oficinas de Blog, Facebook e Navegação Segura, sempre muito procuradas pelos visitantes. Além disso, este ano iremos contar com a Oficina de Instalação e Configuração da Antena, um serviço muito útil para tirar dúvidas e solucionar dificuldades de acesso dos usuários”, explica, lembrando que haverá no telecentro alguns teclados Tom Play ligados e conectados a um curso virtual de música, para que os usuários conheçam essa ferramenta de aprendizado musical.

A equipe do Floresta Digital estará presente em todas as noites do evento, oferecendo suporte e tirando dúvidas dos visitantes em relação aos serviços que são oferecidos pelo programa, tanto relacionados aos telecentros quanto ao sinal de internet e ao portal de ensino a distância.

Visite o hotsite da Expoacr: http://www.agencia.ac.gov.br/index.php/expoacre-2012.html

Com informações da Agência de Noticias do Acre

Calculadora do Google: Faça contas no buscador

O mecanismo de pesquisa do Google é um dos mais utilizados, provavelmente pela sua eficiência. Visando manter a liderença, a empresa adiciona constantemente novos recursos ao seu site e oferece soluções diversas para os internautas.

Dentre essas funções, encontramos o Google Imagens, Google Tradutor, Google Mapas, Google Acadêmico e muitos outros recursos. Porém, um recurso que muita gente desconhece ou acaba não lembrando é a opção de fazer contas na barra de pesquisa do Google. Sim! É possível fazer vários tipos de contas através do Google e até mesmo conversão de moedas.

A Calculadora do Google, diferente das outras ferramentas, não está disponível como uma opção no site, e sim como uma funcionalidade do mecanismo de pesquisa. Vejamos como ela funciona!

1. Acesse o Site do Google e digite os comandos na barra de pesquisas. Em seguida pressione “Enter” ou clique em “Pesquisar”.

Adição (Foto: Reprodução/TechTudo)

Além da adição, você pode realizar contas de Multiplicação (usando o asterisco ‘ * ‘), Divisão (/), Subtração (-), Potência (^) e Fatorial (!). Além de operações básicas você pode realizar contas mais complexas como equações:

Equação (Foto: Reprodução/TechTudo)

Saiba a Raiz Quadrada, usando sqrt:

Raiz quadrada (Foto: Reprodução/TechTudo)

Converta Unidades:

Conversão monetária (Foto: Reprodução/TechTudo)

Conversão de unidades (Foto: Reprodução/TechTudo)

A Calculadora do Google possui muitos outros recursos além dos listados acima e, como você pode perceber, é capaz de realizar desde as operações básicas a contas com cálculos mais complexos, com combinações de operações. Tudo que você precisa fazer é estruturar a conta da forma correta, inserindo os sinais e organizando a ordem por meio de parênteses.

Gostou? Comente no Facebook e Twitter