Arquivo da tag: Pesquisa

Acre possui menos tentativas de fraudes nas compras online; Amazonas lidera ranking da Região Norte

Notebook, celular e relógios seguem como produtos com alto potencial de fraudes na hora da compra

Na Região Norte, o Amazonas apresentou mais tentativas de fraudes nas compras via Internet no primeiro semestre. Seguido pelo Amapá (6,8%) e Pará (5,1%). Os que mostraram menos tentativas de fraude foram Rondônia (3,1%), Acre (3,4%) e Roraima (3,9%). Avaliação é da ClearSale, empresa de gestão de risco de fraude no comércio eletrônico.

Foto: Reprodução/Shutterstock

Foto: Reprodução/Shutterstock

Do total de vendas eletrônicas da região Nordeste, 5,6% foram suspensas por suspeitas de irregularidades ou por confirmação de fraude. Em seguida no ranking estão o Norte (5,3%), Centro-Oeste (3,9%), Sudeste (3,1%) e Sul (1,5%).

Os produtos que mais sofreram tentativas de fraudes foram notebook (6%), celular (4,7%), relógios (4%), acessórios como brincos, cintos, pulseiras (2,6%). Ainda constam nos itens de produtos: artigos de beleza como cremes, perfumes, maquiagem, secador, entre outros (2,4%). Informática (2,1%), cine e foto (2%), automotivos (2%), games (1,9%) e roupas (1,8%).

Vendas eletrônicas em outras regiões

Na região Nordeste, a Bahia foi o Estado com mais tentativas de fraude (7,8%), seguido por Ceará (7,1%), Maranhão (5,5%) e Paraíba (4,3%). Ainda nesta região, Piauí (2,8%) foi o que registrou o menor percentual de irregularidades no comércio eletrônico. Na região Centro-Oeste, está Goiás (4,8%), seguido pelo Distrito Federal (4,2%). O que mostrou menos tentativas de fraude é o Estado do Mato Grosso do Sul (1,8%).

Na região Sudeste, o Estado que apresentou mais irregularidades no comércio eletrônico no primeiro semestre foi São Paulo (3,5%), seguido pelo Rio de Janeiro (3,3%). Os que mostraram menos tentativas de fraude foram Espírito Santo (1,9%) e Minas Gerais (2%). Na região Sul, o Rio Grande do Sul foi o Estado com menos tentativas de fraude (1,5%), seguido por Paraná (também com 1,5%) e Santa Catarina (1,7%).

Com informações do Portal Amazônia.com

Professores recebem mais de mil tablets educacionais em Roraima

Para facilitar o processo educacional tecnológico dos alunos de Roraima, 1.095  mil professores receberam na última quinta-feira (8) tablets. Os contemplados atuam no Ensino Médio Regular e na Educação de Jovens e Adultos (EJA), no terceiro segmento.

Foto: Divulgação/SEED-RR

Foto: Divulgação/SEED-RR

Os dispositivos foram adquiridos por meio do Plano de Ações Articuladas (PAR) do Governo Federal e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (FNDE). No total, 1.103 mil tablets serão distribuídos aos docentes.

“Com os tablets em mãos, o professor terá internet e a vários conteúdos educativos e poderá a partir daí, inovar no planejamento de suas aulas”, destacou a secretária de Estado da Educação e Desportos, Lenir Rodrigues.

O objetivo é auxiliar os professores ao acesso a livros digitais, Portal do Professor, TV Escola e cursos do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo).

O governador de Roraima, José de Anchieta, afirmou que a tecnologia aplicada à sala de aula é uma ferramenta necessária para o desenvolvimento do aluno. “Hoje o perfil do aluno mudou. É necessário que o professor tenha acesso a novas ferramentas de tecnologia que possam atrair a atenção do alunado”, destacou.

Capacitação

Após a entrega dos equipamentos, os docentes receberão uma capacitação para a utilização dos tablets. Serão repassadas orientações sobre o manuseio da ferramenta e acesso aos conteúdos pedagógicos.

A capacitação será ministrada no Núcleo de Tecnologia (NTE) pelo Proinfo e está prevista para a segunda quinzena de agosto. O Proinfo capacitará os orientadores de tecnologias lotados nos laboratórios de informática das instituições de ensino.

Fonte: Portal da Amazônia

Lançamento do programa redes digitais terá palestra de Lygia Pupatto

FAPAC realiza palestra com Lygia Pupatto e lança edital para projetos digitais.

(Imagem: Divulgação)

(Imagem: Divulgação)

Na próxima terça-feira, 07, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Acre (FAPAC) realiza a palestra Políticas de Inclusão Digital, com Lygia Pupatto. O evento acontece a partir das 8h30 no auditório da Biblioteca da Floresta (localizada no Parque da Maternidade) e também contará com o lançamento do Programa Redes Digitais da Cidadania.

Para o edital do Programa Redes Digitais da Cidadania, poderão apresentar projetos de ensino, pesquisa e extensão em Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) as Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES) e demais Instituições Científicas e Tecnológicas (ICT) sediadas no Estado do Acre. O Programa Redes Digitais da Cidadania tem por objetivo promover a inclusão digital através de projetos que possibilitem qualificar o uso da internet e ampliar as capacidades no uso das TIC.

(Foto: Cedida)

(Foto: Cedida)

Quem é Lygia Pupatto?

Lygia Pupatto é secretária de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações desde maio de 2011. Ela foi reitora da Universidade Estadual de Londrina, de 2002 a 2006. Em 2004, recebeu o título “Award of Highest Honor”, da Universidade Soka Gakkai, no Japão, pelos trabalhos desenvolvidos pela educação brasileira. De 2006 a 2010, foi secretária de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, quando exerceu também a Presidência do Conselho Superior da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Paraná (Fundação Araucária) e do Conselho de Administração do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

Procuradoria Geral do Acre inicia implantação do Google Search Appliance

Procuradoria-Geral do Estado do Acre investe mais de R$ 20 mil em equipamentos de tecnologia para melhoria dos trabalhos diários do orgão.

PGE_GoogleSearchAppliance

PGE inicia implantação de equipamento de pesquisa. (Fonte: Google)

Com a finalidade de garantir uma maior estabilidade na comunicação da rede/internet, está sendo realizado a aquisição de equipamentos de rede que garantirão a entrada da PGE Acre no enlace de fibra ótica da Rede Nacional de Pesquisa (RNP) e, diminuirá a instabilidade da rede que causa prejuízos para os serviços diários, principalmente no que se refere ao peticionamento eletrônico.

Além da rede, equipamentos de hardware como scanners, nobreaks, monitores e outros iram proporcionar melhorias nos trabalhos.

Google-GSA

GSA está sendo instalado na PGE Acre (Imagem: Google)

No inicio desta semana (25) a PGE também iniciou o processo de instalação do Google Search Appliance (GSA), juntamente com os técnicos da Just Digital, forte parceira da Google Enterprise e a primeira empresa no Brasil a fazer integrações do Google Search Appliance.

O GSA é uma solução local fácil de implantar que oferece à organização uma pesquisa com alto nível de relevância, que pode ser personalizada para atender às necessidades específicas da instituição e que usa escalabilidade facilmente à medida que o seu conteúdo cresce, oferecendo uma busca rápida e relevante para intranet’s ou website’s.

Sendo uma solução integrada de hardware e software de busca desenvolvida pela Google, o GSA, será para uso na intranet da PGE. Assim, as pesquisas de conteúdo serão dinamizadas, proporcionando maior agilidade no trabalho dos Procuradores de Estado.

Com informações da PGE/Acre

(Imagem: Reprodução/AcreTI.net)

Veja o valor gasto para fabricar iPad mini da Apple

A empresa americana IHS calculou o valor que a Apple gasta para fabricar o iPad mini, o que a Microsoft gasta com o Surface e a Amazon com o Kindle Fire.

Apesar de ainda não ter sido lançado oficialmente no Brasil, o iPad mini, pode ser encontrado em importadoras. Após a homologação pela ANATEL do iPad mini, a Apple deve fazer o lançamento no inicio de 2013 no Brasil.

(Imagem: Reprodução/AcreTI.net)

(Imagem: Reprodução/AcreTI.net)

A empresa de pesquisa IHS, antes conhecida como iSuppli, estava trabalhando duro para “derrubar” o iPad mini e descobriu que o modelo básico de 16GB com Wi-Fi custa cerca de U$ 188 dólares (385 reais) para a Apple fabricá-lo e comercializá-o por U$ 329 (R$ 672), valor com certa de 85% acima do custo. Além disso, os modelos de 32GB e 64GB custa um adicional de U$ 31 e U$ 62 para construir, respectivamente.

Amazon e Microsoft

A iSuppli, antigo nome da IHS, também fez uma análise sobre o custo do Kindle Fire, da Amazon, e chegou a uma conclusão que ele custa U$ 201,70 (cerca de R$ 410) para ser fabricado, mas é vendido por um valor inferior, somente U$ 199 (R$ 405). Porém, o prejuízo da fabricante seria compensado pela venda de e-books e aplicativos para o tablet.

No relatório em que fala dos custos do iPad Mini, a empresa americana destaca que o tablet Surface, da Microsoft, custa U$ 271 (R$ 540) para ser fabricado – e é vendido a U$ 499 (cerca de R$ 1 mil) -, enquanto cada unidade do Kindle Fire HD é produzida por somente US$ 165 (R$ 230) – e comercializada também a US$ 199.

Com informações do 9to5mac e techtudo